sexta-feira, 22 de junho de 2012

AS NAMORADAS MINEIRAS, de Carlos Drummond de Andrade






Uma namorada em cada município,
e os municípios mineiros são duzentos e quinze,
mas o verdadeiro amor onde se esconderá:
em Varginha, Espinosa ou Caratinga?


Estradas de ferro distribuem a correspondência,
a esperança é verde como os telegramas,
uma carta para cada uma das namoradas
 e o amor vence a divisão administrativa.


Para Teófilo Otoni o beijo vai por via aérea,
os carinhos do sul pulam sobre a Mantiqueira,
mas as melhores, mais doces namoradas
são as de Santo Antônio do Monte e Santa Rita.


Enquanto na Capital um homem indiferente,
frio, desdobrando mapas sobre a mesa,
põe o amor escrevendo no mimeógrafo
a mesma carta para todas as namoradas.



(Brejo das Almas)



(Ilustração: Alfred Stevens - in the bath)

3 comentários:

  1. "Mas as melhores, mas doces namoradas..." (3ª estrofe), não seria: mais doces namoradas?

    ResponderExcluir

  2. Minhas conterrâneas (Santo Antônio do Monte) são realmente as mais belas e doces namoradas mineiras.

    ResponderExcluir