quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

101 / POEMA 101, de Emily Dickinson


     









Will there really be a "morning"?


Is there such a thing as "Day"?


Could I see it from the mountains


If I were as tall as they?






Has it feet like Water lilies?


Has it feathers like a Bird?


Is it brought from famous countries


Of which I have never heard?






Oh some Scholar! Oh some Sailor!


Oh some Wise Man from the skies!


Please to tell a little Pilgrim


Where the place called "morning" lies!





Tradução de Wagner Mourão Brasil:



Haverá de fato uma "manhã"?


Existe uma tal coisa como "Dia"?


Poderia avistá-la das montanhas


Fosse eu tão alta quanto gostaria?






Como as Vitórias-régias ela tem pés?


Tem penas tal qual uma Ave?


Foi trazida de países invulgares?


Dos quais eu nunca ouvi?






Oh qualquer Erudito! Oh qualquer Marujo!


Oh qualquer Sábio nos céus instruído!


Por favor diga a uma pequena Peregrina


Onde o lugar chamado "manhã" fica escondido!





(Ilustração: Cezanne)



Nenhum comentário:

Postar um comentário