quinta-feira, 7 de julho de 2016

CIGARRO DE PALHA, de Eberth Alvarenga







Bigode chamuscado,

dentes de esmalte amarelo,

azulejos encardidos

de nicotina.

Baforadas simples,

aromadas,

paieiro

com fumo de rolo,

arrancado das montanhas

de pedra - sua hierarquia.

O canivete,

cabo de osso, fio

na pedra - cortes exatos;

dedos afeiçoados

acomodam milímetros,

gosto-tempo

de passar sentado

numa fagulha de isqueiro.

Uma orelha de mineiro

(mais que ouve)

guarda, o que fica,

pra depois.




(Ilustração: Cleusa Caldas)





Nenhum comentário:

Postar um comentário