terça-feira, 16 de novembro de 2010

CENAS DA VIDA BRASILEIRA, de Marques Rebelo







1. Como o governador enjoasse de ovos, correram os amigos e coseram as bundinhas de todas as galinhas.



2. — Na sua casa há muitos escorpiões?

E João Alfonsus:

— Para o gasto.



3. O homem nunca tinha visto o mar. Um dia, viu-o.

— Então?

— Muito chique, muito distinto...



4. Conversinha:

— Que tal a estrada?

— Boa para avião.



5. Há uma razão para que o povo não goste muito do Sr. Rubem Braga:

— Que tal acha a nossa terra? perguntaram-lhe.

— Bom lugar para se construir uma cidade.



6. A casa mais colonial de Sabará foi construída no ano passado.



7. O café do falecido Aristides ficava na praça mais importante, daí sua freguesia ser numerosa.

As moças chegavam, sentavam e pediam:

— Sorvete de chocolate, seu Aristides.

Aristides era amável, tinha coisas engraçadas:

— O sorvete acabou, mas tem guaraná geladinho, muito bom, muito diurético.



(Ilustração: Kandinsky)

Nenhum comentário:

Postar um comentário